Afinal, o que é caspa?

13:29


Um dos maiores incômodos para as mulheres, principalmente aquelas que possuem cabelos oleosos, é a caspa. Há quem tente de tudo para retirar os pontinhos e casquinhas brancas entre os fios, mas para tratar, precisamos entender: o que é caspa?


O couro cabeludo naturalmente expele as células velhas para que nasçam as novas, mas de forma tão sutil que o procedimento é quase imperceptível. No caso da caspa, ela é simplesmente a consequência de uma inflação (dermatite) na pele do couro cabeludo. São flocos brancos que se soltam da raiz dos cabelos e se espalham pelos fios. Apesar de ser popularmente nomeada de dermatite seborreica, a caspa é uma manifestação mínima da dermatite e não deve ser considerada como dermatite seborreica.

Ela é um caso mais grave da caspa reconhecida por ser úmida. Enquanto a caspa comum tem a textura seca, ela age em outras áreas do corpo além dos cabelos, como sobrancelhas, maçã do rosto, costas e dobras do corpo. 

Causas 

Apesar de muito comum entre a população, ainda são apontadas muitas causas para a caspa. A inflação do couro cabeludo acontece por diversos motivos, entre eles encontram-se fatores emocionais e físicos:

Estresse
Ansiedade
Depressão
Alterações hormonais (pode acontecer na gravidez, por exemplo)
Alteração do clima ou temperatura da água de lavagem dos fios
Má alimentação (excesso de gorduras)
Procedimentos químicos (alguns procedimentos químicos – como a progressiva – provocam a escamação do couro cabeludo)

É imprescindível que após a identificação haja o tratamento. As caspas depois de diagnosticadas podem causar a queda e produzir fungos, complicando ainda mais o caso e tornando-se uma dermatite seborreica.

Tratamento

Para o diagnóstico completo, identificação do tipo de caspa, nível de gravidade e tratamento, procure um dermatologista de sua confiança. A caspa, por tratar-se de uma consequência de inúmeros fatores, ela não tem cura, mas já existem diversos procedimentos tomados pelos profissionais para o tratamento.

Ainda assim, pode ser prevenida com métodos simples aplicados ao dia a dia como: tratar a oleosidade dos fios, utilizar shampoos neutros ou anticaspa, abusar da temperatura adequada para o seu fio na hora da lavagem, manter uma boa alimentação e principalmente questionar o seu cabeleireiro sobre as químicas que são utilizadas no seu fio. 

Cuide-se! Os seus fios merecem saúde.

Você também pode gostar

0 comentários